mal do mundo


A fome é o mal do mundo.
Mas o mal do mundo
É a fome de comida, seu moço…
Não a fome de corpo,
A fome de sexo.
Essa fome
É o mal da mulher.
E eles só querem comer,
Não conhecer,
Nem conviver.
E é um tal de:
– Você é deliciosa!
– Você é incrível!
Mas não se engane,
Você no máximo é comível!
Não quero mais a aproximação,
Se pudesse me trancava
Num mundo diferente…
Pra não ter que ver nem ouvir
Essa gente.
Essa gente faminta!
Mas não de comida, seu moço.
Gente faminta de corpo.
Do meu corpo….

18/05/2006


Sobre entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *