TRANSCRIÇÕES 4


Da minha agenda de 2006 (meu último “querido diário”)…


18/08 – Sexta-feira –
Festival de Inverno Bahia

Chegamos em Conquista à noite. Paramos no toco. Toco? Que nada! O nome do lugar era gancho e eu falei toco! HAHAHA Anderson buscou a gente com a namorada dele e mais um menino bem gracinha. na casa foi bem legal, galera bem pra cima. Só teve um baixinho que ficou dando em cima de mim. Normal, né?! A estrutura do Festival é perfeitaaaa! Alguém me explica o que é aquilo? Que cidade é essa, meu pai? O que eu tava fazendo perdida aqui em Itabuna que nunca tinha visto isso? Vanessa da Mata arrasou. Que mulher linda! Com aquele saião enorme, descalça, se acabando de dançar num tapete no palco. E eu curti até a última banda. Quase me perco da galera, porque Diva foi embora mais cedo. Mas achei aquele menino carequinha da camisa verde. Aó me localizei. No fim tudo deu certo. Muito bom!

19/08 – Sábado – Noite louca!

Acordei que nem uma doida. O menino que me cedeu o quarto e a cama tava dormindo no sofá, tadinho! Saímos pra almoçar e encontramos com Diva e Léo perto do terminal. Diva fez uma brincadeira dizendo que eu ia ficar com ele. Vê se pode?! Eu nem lembrava o nome do menino… HAHAHA Ah! Em tempo, o nome dele é Pablo. Descobri por Diva! *rsrsrs* Ficamos a tarde toda em Paulinho, um barzinho massa. Você nem bem respirava e seu copo já tava cheio. Depois rolou um reggae na casa que a gente tava (a Floresta). Foi hilário! Torrei quase uma garrafa de conhaque sozinha! Depois fomos bêbados pro Festival. Só lembro de ouvir a última música de Lenine (que foi a primeira pra mim) e acordar no barracão do forró com Lordão! Cara, eu apaguei em Engenheiros e Los Hermanos! Quando caiu a ficha eu tava no barracão com Pablo! Aff… Se eu sou doida? Doideira maior rolou depois! Sinceramente… APAIXONEI!

20/08 – Domingo – Sem comentários?!?

Que leseira foi essa!? Coisa de louco… Mal chego aqui e já tô de romance. Hehehe. E olha que eu tinha jurado vir aqui só pra ver O Rappa… Pense! Fomos à tarde para a casa do irmão de Pablo (que não parece nada com ele, diga-se de passagem). Batemos a velha feijoada e depois a galera ficou tomando várias. Galera show demais! Até Luci, da E10, tava lá. Mais tarde descemos pro Festival. Ah… Aí eu já tava em outra dimensão… Primeiro Fernanda Porto, minha loucura! Tocou tudo que eu amo! Paulinho Moska foi muito bom também. E depois… Depois veio O Rappa!!!!!!! Foi simplesmente s e m c o n d i ç õ e s!!!! Não tem como explicar! Eu e Diva ainda ligamos pra Digalogo de lá! Era o níve dele! Cara, não tenho como explicar! Vou dormir, que tô chapadassa (como diria Jaquinho)!

21/08 – Segunda-feira – O retorno…

A volta pra casa é a pior parte… Pra mim, eu não levantava daquele sofá NUNCA em minha vida! Bom demais! Mas a realidade sempre nos chama. E a minha (por enquanto) é Itabuna… Levantamos do referido sofá (depois de Zé Luíz – bêbado que nem um gambá – pegar na minha bunda duas vezes… :P) e fomos refazer o caminho de volta. Rodamos um pouco pela city até chegar ao gancho (ou toco, sei lá! HAHAHA) e pegar o buzão. Poxa… Vou sentir falta daqui, viu? Bom lugar pra se viver, esse… Mas seil á, que sabe eu não volto? Valeu muitoooooooooo!

22/08 – Terça-feira – Êba!

Já em Itabuna. Conversando com ele pelo msn. Tá rolandooooooooooooooooooooooo! HEHEHE

23/08 – Quarta-feira – Vou ou não vou? Ai, eu tô com medo!

Nossa mãe! Esse menino tá mexendo comigo mais do que queria admitir… O que há, Brisa? Vixe, Maria! Parece doida… E agora? Eu vou ou não vou? De qualquer forma, eu já falei coisas demais pra ele (ahahaha)! O que faço? Será que cara ou coroa funciona pra resolver o impasse? Amanhã penso nisso…

24/08 – Quinta-feira – FUI!

Bom, tô indo… E que seja o que Deus quiser! Mais uma vez arriscando… Quem sabe não sai algo daí? Conquista… Aí vou eu!

25/08 – Sexta-feira – Ninguém acredita em mim (e eu adoro)!

HAHAHAHAHAHAHAHA
Ninguém botava fé que eu viesse!
E eu vimmmmmmmmmmmmmm!
VIM!
Até Godô duvidou!!!

Ps: Aqui parece ser uma cidade boa pra se morar… Quem sabe…

O resto vocês já sabem. Voltei pra Itabuna só pra arrumar a mala. Fui e nao voltei por um ano e meio… Muitas coisas boas, muita batida de cabeça, muito aprendizado… Tempo bom (como todos os outros que cismam em não voltar mais)… Hoje, estou de volta a Itabuna. Mas sei que cada tempo é seu tempo. Cada coisa acontece como deve acontecer. E isso nem foi excesso de saudosismo. Apenas uma forma de marcar essa data. Hoje faz exatamente dois anos que eu voltei de Conquista a Itabuna, já na intenção de fazer minha primeira jornada totalmente sozinha. Foi duro, foi difícil, mas foi lindo! Um beijo enorme (em pensamento, já que esse blog é pouco lido pelo meu povo de lá) e uma saudade imensa de tudo que vocês (e principalmente, Bito e Godô) me proporcionaram nesse tempo que fui uma itabunense-conquistense. AMO MESMO.

Amo porque não existe outra forma…

Brisa Dalilla =21/08/08=


About entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Leave a Reply to Isaac Bomfim Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

4 thoughts on “TRANSCRIÇÕES

  • Diva Brito

    “Tempo bom (como todos os outros que cismam em não voltar mais)… “

    O mais interessante é a sensação de que nunca mais a gente vai viver algo tão gostoso, sem saber que só nos damos conta do sabor daquele período, depois que não mais vivemos ele, depois que ele já se findou.
    Por isso que quando um período como esses deixa saudade, eu trato de perceber que o atual deixará várias também.
    Quanto a 2006, foi muito bom, lembranças minhas, suas, nossas…mas se foi um bom ano, outros podem ser ainda muito melhores em outros aspectos e sentidos. Tudo depende do referencial!

  • Isaac Bomfim

    Então foi esse o começo da tua história por aqui? É… Tipico da Brisa que eu conheço.

    Aquela saudade. :*

    (ainda) amo. =X