Arquivo diário: outubro 11, 2008


Sábado Animado 2

Depois de uma noite de sonhos maravilhosos com a tríade, fui intimada a participar do aniversário de 4 anos dos Apreciadores de Cerva! São aquelascoisa, né? Que sou eu pra dizer não a Tassêra, Rudrigão, Segundêra, Felipêta, Leozin, Dum, Rafilsk, Dumbagas, Jackêra, Sinvalzin, Aulêra, Beré, Rildinho, Marlon, Serviço e etc etc etc etc (vou morrer seca se citar todos os agregados do grupo)?!! Se não for, acordo (ou melhor, não acordo) morta! Apreciadores é um grupo que se formou à partir das reuniões da galera reminiscente do terceiro ano do Galileu e hoje é um dos maiores grupos farristas de Itabuna e região! Então… Biquíni numa mão, caneca na outra e vamo que vamo! Não tentem me achar, que meus dois celulares estão em casa, dormindo, lindos e loiros. Pode até deixar recado… Mas, eu hoje, meu amigo, só amanhã! ERREI!!!!


Essa época de seca no nordeste…

Tá russo o negócio aqui, meu povo. Calor miserável, muriçocas a dar de pau em doido (uiiii!) e eu na seca… Ops! O nordeste na seca! O Brasil na seca! Todo mundo na seca! Ahhhhhh, era pra ser um trocadilho, né? Me perdi. Ato falho, desculpa. Deve ser essa secura do mundo todo. Já tá afetando meus neurônios, meu raciocínio lógico, a vida, o universo e tudo mais [don’t panic! já diria o guia do mochileiro das galáxias]. Sede da porra… Peraê… *bebendo um litro d’água* Vou ligar aquela velha playlist só com Dave Mathews e sua voz roooouca delícia de mãe e dormir (e pra ver também se acalmo e se passa esse calooooor duzinferno!). Vou sim, meus amigos. Dormir e sonhar. E hoje (já tô apostando alto, olha só…), no meu sonho vai ter a tríade. Ééééééééé! Os incomparáveis, os inigualáveis, os incomensuráveis, os super-ultra-mega-power-lega-laser, meus mais perfeitos sonhos de consumo forever and ever: Chris Cornell, Hugh Jackman e Rico Mansur!!! Mas vou ser boazinha com o creme de minha vida. Nesse sonho eles só vão fazer coisas básicas e triviais. Hugh vai me dar massagem, passando aquelas unhas wolverínicas em minhas pobres costas cansadas. Rico vai me trazer comida japonesa de 5 em 5 minutos, dando (uiiiii!²) sashimizinho de salmão na boca, marréclaro. Enquanto isso Chris vai cantar “you call me a doooog” delicinha no ouvido. Só trivialidades, trivialidades (nesse caso não tão randômicas, já que sonho como esse só uma vez no ano. Pena)… Mas é isso, aí. Sonhar é bom, é bom sonhar. Pelo menos é melhor e mais empolgante que ficar assistindo Amaury Jr., matando muriçocas e ouvindo minha amada mãe roncando do lado, né. Ééééé. Nem rola… (uiiiii!³) Nem dá… Citando meu grande amigo e filósofo, Zaratruta “Vamo é sonhar, porque comer engorda, amar tá difícil e ganhar dinheiro impossível!” Beijomeliga