falha do amor

ela senta na cama e sonha.perde-se num tempo (in)existente e longínquo.perde-se no redemoinho dos próprios pensamentos.perde o rumo, perde o tino. canta ópera de mentira para as paredes.se encanta com a própria imagem nos espelhos.julga-se linda, ainda que esquecidapelas ondas[…]

Continue reading …