Yearly Archives: 2009


Eu tenho uma teoria… 5

Comparações. Estamos cercados por elas. Eu mesma adoro ver, analisar e comparar um monte de coisas. O interessante é quando as comparações geram teorias estapafúrdias.

Pois que não, eu hoje entrei no banheiro daqui da empresa e tive um insight supimpa. Na hora de fazer meu xixizinho abeçoado, percebi que a tampa tava toooda melada de xixi. Pensei: “Ô Caralho de asas verdejantes! Essas mulheres tem pinto ou eu tô doida? E olha, se elas tem pinto ou ele tá duro ou a pessoa tem mal de parkinson, prrrq né…”, aí dei uma breve limpada no vaso e fui fazer o meu.

Daí que um dia antes desse babado eu tinha feito aquela depilação sensacional, cavada toda, delicinha. E da minha mata não-virgem só tinha sobrado um bigodinho de hitler logo na chegada. Como cê pode imaginar, banheiro de empresa eu não sento no vaso.

Flexionei as pernas, chique no úrtimo em minha pose “banheiro químico de festa”, tudo certinho… E deu merda… Me igualei lindamente às gatinhas “de pinto duro” e sujei o vaso todo, minha calça, a calcinha, o chão…

Fiquei puta da vida, perguntando a mim mesma “Brisaaaaa… Que merda você fez?”e outras cositas más. Foi quando resolvi botar a cachola (e a imaginação a la Fantástico Mundo de Bobby) pra funcionar. Eis então, que surge minha mais nova teoria: Mulher sem pentelho é uma mulher direção! Comassim, Bial? Eu explico…

Acompanhe meu raciocínio. Sabe nas aulas de geografia, quando o professor falava que tirando a vegetação das encostas dos rios acontecia erosão, assoreamento e essas pestes todas que eu não lembro como chama direito, e o rio podia avançar nas encostas desandar o babado todo aumentando a possibilidade de enchentes? Então, vamos na lógica: sem vegetação = enchente, aguaceiro, melança.

Bingo! Casou tudo! De acordo com a condição sine qua non [/adêvogado] das minhas idéias, a situation é igualzinha à do banheiro! Pensem comigo, gatas. Serião. Nós, mujeres, temos que deixar o mínimo de pelo (ou pentelho como queira) para que o mesmo direcione o líquido uréico pro vaso. Faça o teste… A não ser que você sente em qualquer vaso por aí, quando a gente fica na posição já citada acima ou agachada (para o caso de fazer xixi atrás do carro na balada – eu sei que você faz isso, amiga!), o bendito xixi só vai certinho quando tem algum cabelinho logo na saída da periquita pra indicar o caminho…

Então, se quiser se manter limpa e ao mesmo tempo manter os banheiros por onde você passa no mínimo acessíveis, peça pra sua depiladora deixar uma pequena linha pentêlhica pra guiar seu xixi, amiga. Aposto que seu namorado/peguete não vai se importar com alguns pelinhos a mais que serão tão úteis procê. Só não se empolgue e faça a Cládia Ohanna, ok? Eu disse poucos cabelos, não uma taturana viva na sua calcinha. Sejamos higiênicos, né?

A população masculina que você pega por aí e a feminina que usa os mesmos banheiros que você, agradecem.

beijas.


alice

terminei ontem de ler alice in wonderland pela enésima vez. e mesmo já sabendo tudo do começo ao fim, sempre fica aquele suspiro, sabe? leve, saudoso, como se a história fosse minha. como se eu pudesse ser alice. como eu desejando ter uma história como a de alice.


TUDO DENSO

Pare por aí!!
____   Eu não preciso de
______   ___Parâmetros para sentir.
____________     _Sinto…
_____            ________Desapercebidamente;
___________  ___ Despretensiosamente
________      (até mesmo pretenso).
______Mas sinto do meu jeito.
.

Meio turvo,
.
Meio louco,
.
Meio intenso,

E TUDO DENSO!


*Pedro Camena* 27/06/2008

Desconfiômetro? 4

Hoje, a expressão “volúpia pura” ganhou um novo sentido… Lucas Celebridade, o “Clamor Luzilandense” resolveu mostrar novamente sua “beleza exótica” em um ensaio “sensual”. Tema? Reciclagem. Cliquem na imagem e sintam o prazer que vem de lucas (ai…).
.
Me perdoem o excesso de aspas. Mas não teve outro jeito…




Sensualidade define, né? NOT!

Chegou meu 1º Corrupio!

Chegou anteontem lá em casa, mas como eu tô exilada aqui em Coaraci Bahia, só recebi meu bichinho ontem de noite. Já me surpreendeu a embalagem da carta, cheia de carimbinhos da Corrupiola e um adesivo lindo lacrando o pacote. Note que um dos selos é da Carmem Miranda! Até essa coincidência ficou supimpa.
Tudo muito fofo. É lindo ver o cuidado que eles têm com a embalagem e acomodação do caderninho, que fica protegidíssimo para a viagem.
Admito que tô apaixonada, gente. Sério! Corte, custura, impressão da capa, cartãozinho assinado da Leila e do Aleph, tudo bem feitinho demais!
Logo vem a nova coleção e eu vou me afogar em Corrupios. Já sabem o quanto sou psicótica por cadernos, agendas, bloquinhos, etc etc etc. Parabéns a Leila e Aleph pelo trabalho bem feito! Muito sucesso pr’os dois.
Quando à você, prezado entojo leitor, tá esperando o que pra escolher o seu Corrupio?

PRATODODIA 1

Foto: Milena Palladino / Edição: Brisa Dalilla

Como arroz e feijão,
é feita de grão em grão
Nossa felicidade

Como arroz e feijão
A perfeita combinação
Soma de duas metades

[…]

Me jogo da panela
Pra nela eu me perder
Me sirvo a vontade,
Que vontade de te ver

O dia do prato chegou
É quando eu encontro você
Nem me lembro o que foi diferente!
Mas assim como veio acabou
E quando eu penso em você
Choro café e você chora leite


O Teatro Mágico