Parem! Eu confesso.
Sou LOUCA!

Não controlo as palavras
Que saem de minha boca!

Me permito, vivo,
Luto, realizo.

Não posso ficar parada
Vendo a vida escorrer
Pelos dedos…

“O melhor lugar do mundo é aqui, e agora”

Brisa Dalilla 19/02/2008

entojo

entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

2 thoughts on “CONFISSÃO

  1. Bah! mas isso não é loucura. mto pelo contrário!
    mas se eu estiver enganda…

    eu, cm boa aquariana (n q eu entenda dessas coisas! hehe), que as vezes penso que o melhor lugar do mundo é ali, e daqui a pouco, poderia tomar uma dose dessa tal loucura!

    =*

  2. Gostei de alguns dos seus poemas, madame. Em “Confissão”, por exemplo, você encontro a síntese perfeita, ele está muito bem realizado. Aliás, você conhece a poesia de Elisa Lucinda? Tem muita a ver com o que vc escreve. Você a Diva e a Milena poderiam pensar seriamente em uma breve antologia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social profiles
Close

UserOnline