Daily Archives: March 12, 2009


Importância 1

A ninguém importa
Essa ansiedade desmedida,
Essa falta de calma,
Essa vontade incontida.
A ninguém importa
Minha falta de chão,
Minha necessidade de ar,
Ou minhas crises sem razão.
(Esse ar que necessito
É o ar da liberdade.
É a possibilidade
De ter todas as possibilidades.
Sempre solta, aberta,
Livre para o mundo
E poder, quando quiser,
Cair no azul profundo.)

A ninguém importa
Minhas tantas viagens loucas
Minha insatisfação inintendível
Minhas pobres palavras soltas
A ninguém importa
E realmente nem poderia
Cada um sente da sua forma
E só eu entendo minha poesia…

Brisa Dalilla

___________

dá licença, vou passar 4

antônimo de um tempo
onde, encantada pelo momento
tola, deixei-me levar

traduzi teu pensamento
esqueci todo lamento
consegui, aos poucos, lhe captar

no abismo furta-cor
onde camuflei meu amor
em dor, cheia de razão

afundei-me na não-mente
escondi o que se sente
impus, enfim, meu não

em nosso ateísmo religioso
meu deus é seu gozo
e a vontade foi cumprida

ama-me, quando te amo
rechaça-me, quando te chamo
leva-me da tua vida

Brisa Dalilla
—————
alguém me manda pra porra, fasfavor? pfffffff! b’gada!
___________