contando mentira


porque não bateram na minha porta?
porque esconderam de mim toda história?
calei, me escondi, emudeci…
depois de tudo que ouvi
contado por alguém
que pra mim é ninguém.
mas eu sinto além,
penso além,
vejo além…
afinal, quem sou eu além de uma
LOUCA?
doida varrida,
desencontrada na vida,
totalmente sem voz.
e, ao fim, ficamos aqui
todos nós,
juntos
e sós.
vivendo e contando mentira
de tantas vidas
deixadas pra trás…

brisa dalilla =03/06/2009=


Sobre entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *