segura


segura, que este tempo será recompensado logo mais

segura, porque tudo há de ser vivido com o que a vida lhe traz

segura, que a luz que aqui te cega lá vai te iluminar

segura, que todo navegador – por mais perdido que esteja – tem certeza de onde quer chegar

segura, que quando estivermos do outro lado, tudo aqui serão só lembranças

de um tempo em que a esperança era a bóia que restava para segurar.


Sobre entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *