Arquivo anual: 2019


quem é você?

eu sou o vento da tarde 
o sentimento misto de medo e liberdade 
que se sente na beira do precipício 
antes de pular

eu sou o que mal começou
mas já vai acabar
porque se só o presente existe
ele acabou de passar

eu sou a saudade do mar
sou a força da terra que nunca vai me deixar
sou a junção de loucura, raiva, dor
e também um tantinho de amor


água salgada 2

chorar

lavar os olhos da alma

fazer sair tudo o que está preso

incrustado no que sobrou do coração

partido, esquecido

agora molhado

pela água salgada

que não é do mar

mas, se deixar, afoga

(ou afaga)

eu quero poder chorar no mar

sem me preocupar

em ter pra quem voltar