quem é você?


eu sou o vento da tarde 
o sentimento misto de medo e liberdade 
que se sente na beira do precipício 
antes de pular

eu sou o que mal começou
mas já vai acabar
porque se só o presente existe
ele acabou de passar

eu sou a saudade do mar
sou a força da terra que nunca vai me deixar
sou a junção de loucura, raiva, dor
e também um tantinho de amor


Sobre entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *