dispensada de salvar universos

quando eu for embora

Quando eu for embora
Não haverá choro, nem saudade.
Só felicidade!
E a certeza do caminho seguido.

Quando eu for embora
Vou me libertar dessa falta de vontade.
Dessa infelicidade!
Aí sim vou viver de verdade.

Brisa Dalilla =17/05/2006=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *