dispensada de salvar universos

COMBINAÇÃO IMPOSSÍVEL

Ele vem,
Chega com sua calça camuflada,
Camisa branca,
Corrente prateada no pescoço.
Ele vem faceiro,
Ligeiro,
Maneiro,
Cheio de romance.
Me deixa atônica,
Com tanta sensualidade,
Tanta malícia,
Tanta animosidade.
Sua cara de bravo, assusta.
Sua forma de olhar, intimida.
De sua fama de mal, até Deus duvida.
Minha cara metade,
Corpo metade,
Metade de mim…
Ele chega manso,
Mas não dá descanso.
Sei lá, é assim!
E sei que não há mais jeito,
É tudo, é meu, é perfeito.
E eu uma perdida.
A menina-mulher largada na vida.
Vivendo de costas pro mundo.
Querendo encontrar amor profundo.
Um amor de novela,
Com aquela acolhida fugaz.
Que me pega, me chama, me trás.
E me faz,
O que se há de fazer…
Eu. Você.
A combinação impossível:
Amor e prazer…

Brisa Dalilla =30/05/2006=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “COMBINAÇÃO IMPOSSÍVEL”