dispensada de salvar universos

ISSO NÃO É POESIA, É VONTADE…

Tô com vontade de beber licor,
Comer milho quente,
Ou até pipoca.

Vontade de dançar,
Correr na chuva,
Ficar gripada.

Quero cantar no chuveiro,
Lavar o banheiro,
Dormir tarde,
Amar até tarde.

Tô com vontade de viver!
Cada vez mais…

Brisa Dalilla =12/06/2004=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *