dispensada de salvar universos

Original

Sei que ainda serei amada,
De tantas e tantas formas,
Por muitos e muitos amores.

Sei que quanto menos se espera ele acontece,
Quando a guarda está baixa, ele aparece,
E você não tem escolha, senão se entregar…

Sei que não virá como um príncipe almofadinha,
Nem como um louco perdido na minha,
Basta ser especial (ou original), naquele momento carnal.

E se não entende meus versos, oras!
Saiba então que nunca haverá de me entender….
Pois nunca fui posse de ninguém,
E ninguém conseguirá me satisfazer!

Brisa Dalilla =12/2004=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *