dispensada de salvar universos

Presentinho

“Espero que você espalhe as sementes qualquer que seja a sua senda, para nunca errar o caminho de volta para casa, escreva todas as suas idas e vindas, para de vez em quando, num momento de solidão, relembrar delas para, inclusive, rir das tristezas e chorar pelas alegrias…
Espero ainda que pelo menos meia dúzia de capetinhas possa herdar a sua irreverência, sua criatividade, sua eloqüência e seus versos, para deixar bem nítido que parte de você haverá de continuar…
Espero também que sua jornada seja tão dilatada que os seus possam se dar ao direito de mudar carinhosamente a grafia do seu nome subtraindo a letra r de Brisa…”
Obrigada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *