chorar

lavar os olhos da alma

fazer sair tudo o que está preso

incrustado no que sobrou do coração

partido, esquecido

agora molhado

pela água salgada

que não é do mar

mas, se deixar, afoga

(ou afaga)

eu quero poder chorar no mar

sem me preocupar

em ter pra quem voltar

entojo

entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

2 thoughts on “água salgada

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social profiles
Close

UserOnline