dispensada de salvar universos

EU POR MIM MESMA

Não gosto de frases feitas.
Geralmente não gosto das que não têm sentido pra mim.
Quando amo, amo pra caralh*!
Quando odeio, odeio pra caralh*!
Não sou normalzinha.
Nem patricinha.
Nem maria-qualquer-coisa (gasolina/pick-up…)
Não me considero alternativa.
Me sinto apenas diferente.
Não sou revoltada com a vida.
Ela que se revolta comigo (*risos*).
Gosto de calça big.
Gosto de blusa curta.
Gosto de mostrar a barriga (quando estou de bem com ela).
Adooooro bota militar ou qualquer coisa que seja camuflada.
Mas isso nunca definiu meu estilo.
Posso mudar de hippie a lady em segundos.
Não nasci pra ser chique.
Não nasci pra ter festa que 15 anos chique.
Não nasci pra ter formatura chique.
Não nasci pra ter casamento chique.
Acho que vou casar na praia, descalça, relax…
Sentindo a areia nos pés…
Não sei comer comida chique.
No máximo uma comida japonesa, por qual sou louca!!!
Mas se pudesse mesmo comia tudo de mão.
Amo meus amigos.
Mas se rolar falsidade, a amizade acaba.
Tenho mais amigos que amigas.
Acredito, sim, na amizade de sexos opostos…
Normalmente os homens são melhores companhias pra tudo.
Er… Menos para ir em dupla fofocar no banheiro! (*risos*)
Odeio quando algo não sai como eu quero.
Mas, oras, isso acontece com todo mundo.
Acredito que quem não se incomoda vira parasita!
Leio muito, muito, muito x 452
Canto muito (quando não tem ninguém em casa).
Toco piano (apesar de estar muito enferrujada).
Grito quando estou muito chateada.
Esmurro a parede ou o que tiver na frente (cuidado!).
Tenho um TOC (transtorno obsessivo compulsivo).
Quem me conhece deve saber o que é: trançar o cabelo!
Converso sozinha.
Sempre achei que eu me entendo muito bem.
Minha moto era meu melhor confessionário.
Como a vendi, transferi essa função de volta para meus cadernos.
Eles fazem bem seu papel.
Me ouvem sem questionar ou recriminar.
E isso é algo que eu sinto falta nas pessoas com quem convivo.
Não cresci ainda.
Sou criança, moleca, menina. Sério!
Videogame, bicicleta, pump (máquina de dança), boneca, garrafão…
Agora que me tornozelo voltou a funcionar,
Pode chamar pra qualquer umas dessas que eu entro!
Tenho a certeza de que não vou crescer nunca!
Sou muito idiota com meus amigos.
Um deles sempre acaba me magoando vez ou outra, de algum jeito.
Mas depois de um tempo eu sempre perdôo.
Ainda não sei pedir perdão.
Mas dizem que minha cara de “tonha” pedindo desculpas é bonitinha.
Sou piadista (mesmo não sabendo contar piadas).
Gosto de ser admirada/elogiada.
Quem não gosta?
Não vivo sem meus livros e minhas AGENDAS!
Tenho umas 40 até agora…
Pelo menos umas duas por ano.
Gosto de internet.
Apesar de serem muitas as decepções.
Mas guardo no coração os amigos que fiz através dela.
Amo³ fotografia.
Em cada foto invento uma personagem,
Ou uma situação,
Ou então sou só eu mesma…
Com os sentimentos do momento.
Vá lá saber de meus arroubos repentinos, né?
Já bati boca com muita gente.
Já briguei muito.
Já xinguei muito.
E ainda xingo (muito).
Me magôo fácil.
Me apaixono fácil.
Acredito muito nas pessoas.
Mas não me engano tão fácil assim.
Tenho sempre um pé atrás.
Não sei até onde isso é vantagem ou problema.
Amo trabalhar.
Amo me dedicar ao trabalho.
Amo ser reconhecida pelo meu trabalho.
Sei que minha família é tudo pra mim.
Sei também que minha família é minha mãe e meu irmão.
São as pessoas que realmente importam.
Viajo sozinha desde os nove anos.
Minha vida é pegar minha mochila e partir no mundo.
Sem ter onde ficar…
Sem ter destino…
Só curtindo…
Poucas pessoas me entendem.
E eu acho isso ótimo.
Quem me entende não desiste de mim.
Apesar de saber que eu sou muito difícil de lidar.
Sou um porre, chata pra caralh*, exigente até não poder mais.
Tanto comigo quanto com os outros.
Quem conhece meus defeitos e sabe lidar com eles, me ganha.
Quem não consegue aceitar que se mande de minha vida!
E tenho dito!

Brisa Dalilla =01/06/06=
[atualizado em 29/07/08]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “EU POR MIM MESMA”