Ataque de Bridget [1] 1



Poizintão… Tava cá conjecturando com meu botões. Será que eu não sou mesmo uma pessoa casável? Ou, pelo menos, a classe masculina atual parece achar isso verídico. Porra, velho! Será que só porque eu não sou totalmente certinha e ligada às convenções comuns da sociedade, eu não sou casável? Sei fazer uma macarronada massa, supimpona. Quando tô afim, sei arrumar a casa como ninguém. Tenho um tino show de bola pra decoração. Sei delegar funções e mandar (isso é muito bom pra saber coordenar as empregadas e tal). Sei me portar. Sei me arrumar. Tenho senso do ridículo e um desconfiômetro que funciona a todo vapor. E, last but not least, eu sei amar pra caramba, caramba! Do que é que precisa mais? Porque eu não sou uma pessoa casável? Na verdade, ultimamente, não tenho sido nem namorável, né. Tá foda. Vai ver que esse povo tem medo de mim. Seilá, seilá… Putz, mas e se eu virar uma daquelas tiazinhas solteironas e legais que moram sozinhas em algum apê da cidade grande, superrrrrr bem sucedidas profissionalmente e fodidas emocionalmente????? E se eu ficar pra titia? Gente, pensa bem. Se uma porra dessas acontece, eu posso, num dia lindo do ano 2035, acordar morta (quer dizer, se eu tô morta, nem vou acordar) com apenas meu gato siamês (Blasé… É, esse vai ser o nome dele) lambendo a minha boca e pedindo mentalmente “Volta, Brisa, volta! Eu só tenho você na vida!”. E os bombeiros gostosos e/ou policiais da missão especial gostosos (ou seilá quem que vai me achar) só vão ter aquela reação de pena “Olha, aquela publicitária-produtora-marketeira famosa. Tadinha, morreu aqui assim, sozinha”. Tá tô tendo mesmo um ataque Bridget Jones supimpa nos últimos dias. Tudo que eu penso é babaquice emocional, derramo zilhares e zilhares de lágrimas só olhando as nuvens passarem e penso que vou morrer velha, abandonada e feia, e não como nos meus sonhos dourados de morrer jovem, linda e bombando toda global, matando todos meu ex-ex de saudade! HA—-HA—-HA Cara, com essa imaginação que eu tenho das duas, uma: ou eu viro uma redatora-escritora-produtora-publicitária famosa ou então…. Então…. Então…. Não! Não existe segunda opção! Eu não vou virar uma tiazinha solteirona e legal que mora sozinha num apê da cidade grande, super bem sucedida profissionalmente e fodida emocionalmente! Próximo projeto de vida: tornar-me uma pessoa casável! Será que isso vai dar certo?
Continua…. (eu acho)

Ps: esse foi um ataque de sentimentos a la Bridget Jones. Se você não sabe quem é ela, o google é seu pastor e nada lhe faltará;
Ps 2: não dá pra ser libertária o tempo todo. Todos nós temos nossos ataques mulherzinha/homenzinho;
Ps 3: se algum psicólogo quiser me analisar de graça, tamos aí. Meu plano se saúde não cobre essas coisas…
Ps 4: a falta de cigarros mentolados está me deixando uma pessoa inutilizável…

Ps 5: me dá um chocolate ****
Ps 4: tá bom de ps já, né?

Sobre entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “Ataque de Bridget [1]