porque ser vivo é ser etéreo. é brincar de ser invencível e de lançar o corpo no turbilhão das vontades não aplacadas. é querer sorver cada centímetro de alma pela boca; tocar o coração com os dedos; acariciar o tempo, beber o sorriso, congelar o momento. é sambar os desejos, batucar paixão com saudade e misturar pecado com coisas sem nexo. é despejar sentimento líquido na corredeira do tempo e cantar a música de quem segue só seus instintos. é pegar a regras estúpidas do mundo e jogar ladeira abaixo. e se não tiver ladeira, fazer das regras pipa. para voar, dançar, planar… daquele jeito livre e desobediente das coisas que se envolvem no vento. num espaço longínquo onde ninguém conseguirá derrubar ideias diferentes, pois cortar vôo das coisas livres não será permitido. é proibido deixar de sentir. é proibido parar de exagerar. é proibido se podar. é proibido se impedir de amar. é proibido parar de gozar.

entojo

entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

5 thoughts on “é proibido parar de gozar

  1. Ai Buchecha ainda bem que tu já tinha desvendado, pq enquanto eu lia não conseguia parar de pensar que danado era isso: maçã, tomate… nem tinha pensado em caqui =P

  2. “‘cabô’ caqui cê vai embora”… Já dizia algum funk carioca! Texto pertinente aos dias de hj… Precisamos aproveitar mais os prazeres da vida e tudo que ela nos proporciona! Enfim… Cuidemos mais de nós mesmo!
    PS.: essa pimentinha eu já vi em algum lugar! Kkkk

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social profiles
Close

UserOnline