dispensada de salvar universos

teu sorriso

Teu sorriso denuncia sua intenção,
Me provoca, e provoca como nunca antes…
Me deixa perto do descontrole,
Do imprevisível!
E as nossas almas seminuas,
Não oferecem qualquer defesa.
E enquanto proteges seu desejo,
Tento proteger meu coração.
Mas eu deveria saber,
Foi em vão…

01/2005

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *