dispensada de salvar universos

Indaguei a Mente – OTTO

Vai teu corpo, leva de mim
Teu passado todo.
Consolo
É ficar por aqui…
Vai ter a quaresma na terra
E a guerra não deve existir.
Só rima com escravos, não cravos
De bonitas rosas.
Já que indaguei a mente e não a alma
Que bonita flor…
Primeiro a imaginação
Depois eu poderia pôr.
Você faz bem isso
Que te amo…

Já que indaguei a mente
E não a alma
Elegi o amor…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *