dispensada de salvar universos

Poesia Vermelha

Seus olhos espiavam

Os cabelos vermelhos da menina

Com uma enrolada melodia saborosa na boca…

Seus olhos espiavam

As atitudes vermelhas da menina

Que se escondiam sob o lençol rasgado com força...

Seus olhos espiavam

Mas não entendiam nem alcançavam as atitudes vermelhas

Da menina de cabelos vermelhos

Brisa Dalilla =18/05/2006=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *