em cada traço, em cada passo
em cada não, em todo sim
é… você pertence a mim.
a meu beijo, meu desejo
meu erro e acerto
do seu começo a meu fim
você pertence a mim.
nos meus gestos, meu retrocessos
e com minha mão alcança meu sexo
você pertence a cada parte de mim.
e da mesma forma que a você pertenso
em todo meu jogo, na falta de senso
no excesso de amor, na sorte ou na dor
você pertence a mim.

brisa dalilla =08/01/09=

entojo

entojo

É alma que não se cala; Palavra que tira de tempo; Transbordo de sentimentos... Não é sopro, nem é v e n t o; É livre, leve e solta; É ar em m o v i m e n t o…

2 thoughts on “você pertence a mim

  1. Navios

    Vivo de fazer navios
    Vivo de inventar lugar
    De por sol onde faz frio
    De por lua onde tem mar
    Vivo de por ilusão
    Em pessoa adormecida
    Que não reparou que a vida
    È mais quente do que morna
    É mais morna do que fria
    E se fria mesmo assim
    Ainda é Maravilhosa
    Vivo só pelos meus sonhos
    Quieto pra não me acordar
    Vivo de fazer navios
    Pra brincar pelo teu mar
    Vivo de fazer navios
    Pra brincar pelo teu
    Mar

    **

    Poesia pra vc nesta data querida…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Social profiles
Close

UserOnline